Como parte das atividades paralelas da 51ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que ocorre desde o dia 10 em Aparecida (SP), os bispos referenciais da Rede Cáritas Brasileira reuniram-se nesta terça-feira, dia 16, com o presidente nacional, Dom Flávio Giovenale, com o diretor-tesoureiro, Aguinaldo Lima, e com a diretora executiva nacional da entidade, Maria Cristina dos Anjos.

Entre os assuntos discutidos, segundo Maria Cristina, estavam a Assembleia Nacional da Cáritas Brasileira que ocorrerá em outubro deste ano, a articulação da Campanha Mundial Uma família humana, sem pobreza e sem miséria, que será promovida pela Caritas Internationalis ainda este ano, além de acertarem uma agenda de reuniões. De acordo com a diretora, no dia 17 de outubro, durante a Assembleia Nacional, haverá uma nova reunião dos bispos referenciais da Rede Cáritas em Brasília (DF). “Todos assumiram o compromisso de participarem do lançamento da Campanha Mundial que também ocorrerá na Assembleia”, acrescentou.

Ainda durante o encontro, alguns desafios foram destacados pelos participantes como a sustentabilidade dos trabalhos, a utilização dos recursos públicos, a filantropia, o novo marco regulatório, além da formação de novos agentes. “No momento também foi retomada a discussão sobre o papel e as responsabilidades dos bispos referenciais.” A realização de duas reuniões anuais, uma durante a Assembleia Geral da CNBB e outra junto com um dos encontros nacionais da Cáritas, foi tirada como encaminhamento. “No nosso próximo encontro vamos aprofundar a discussão sobre o papel do bispo referencial, especialmente ainda não existe”, salientou Maria Cristina.

Participaram da reunião, além da diretoria da Cáritas Brasileira, dom Luciano Bergamin e padre Marcos do regional Lesta 1 (Rio de Janeito); dom Odilon Guimarães Moreira, de Minas Gerais; dom Décio Sossai Zandonade, do Espírito Santo; dom Francisco de Assis Dantas de Lucena, do Nordeste 2; dom Canísio Klaus, do Rio Grande do Sul; dom Geremias Steinmetz, do Paraná; dom Bernardo Bahlmann, do Norte 2; dom Sérgio Castriani, do Norte 1; dom Luciano, do Noroeste; e dom Xavier Gilles de Maupeou d’Ableiges, do Maranhão.

por Thays Puzzi, assessora de Comunicação da Cáritas Brasileira / Secretariado Nacional

No related posts.