No dia 1º de maio de 2013, na cidade de Maringá – Paraná aconteceu a 24º ROMARIA DO(A) TRABALHADOR(A) que tem por objetivo incentivar a luta dos(as) trabalhadores(as) por melhores condições de trabalho, políticas publicas de qualidade e também de celebrar as conquistas já alcançadas ao longo destes 24 anos de história. Com o Tema: Trabalho e Juventude e lema: Construindo um Mundo Novo.

Este ano a Romaria traz como temática os trabalhadores jovens, isso acompanhando também o tema da Campanha da Fraternidade de 2013.

A Romaria do(a) Trabalhador(a) deste ano teve início dentro da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Terminou na praça da Igreja Santo Antônio de Pádua após caminha feita com apresentações teatrais, grupos de danças, manifestos, etc. Contou com muitos jovens e participantes da sociedade em geral.

A escolha de se fazer o inicio da Romaria na Universidade se deu pelo fato de se ter uma grande concentração de Jovens e é lá que o jovem faz a sua maior preparação para se engajar no mercado de trabalho.

A Romaria teve como organizador principal a ARAS – Associação de Reflexão e Ação Social, juntamente com a paróquia anfitriã que foi a Santo Antônio de Pádua mais a comissão montada pela Região Pastoral Nossa Senhora Aparecida que engloba as paróquias Santo Antônio de Pádua, Nossa Senhora de Lourdes, Santo Expedito, Nossa Senhora Aparecida, Santa Isabel de Portugal, Santa Paulina, e Santa Maria Goreti, todas elas pertencentes a cidade de Maringá. Todos se empenharam ao máximo para que a Romaria fosse o mais agradável possível para os Romeiros e esperamos ter passado da melhor forma possível a mensagem de que é necessário cobrar de nossas autoridades melhores condições de trabalho para os jovens e para todos(as) os cidadãos e cidadãs de forma geral.

Um dos pontos da Romaria que mais me chamou a atenção foi o manifesto elaborado pela juventude cobrando seus direitos e mostrando seus deveres como cidadãos e cidadãs conscientes de seus atos, pois o jovem é a força motriz que faz o país andar sem eles o Brasil para. Salientou um dos participantes da Romaria.

Por: Renato Lima – Secretário ARAS/Cáritas

No related posts.