Dezenas de autoridades a nível municipal, estadual e nacional marcaram presença na abertura oficial do 2º Fórum Social, 2ª Feira Mundial de Economia Solidária e 20ª Feicoop, nesta quinta-feira, 11 de julho, em Santa Maria. A cerimônia foi realizada na Praça de Alimentação do Centro de Referência em Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, local dos eventos.Autoridades reafirmam apoio à Economia Solidária

A principal autoridade presente foi o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias. Em seu discurso ele falou sobre as manifestações no país e os avanços que o Brasil pode conseguir com os protestos.

- Como diz a presidente Dilma Rousseff, o povo foi para a rua e nós temos que ir também. O povo é o senhor da razão. O Brasil será melhor depois de todos esses acontecimentos – projetou o ministro.

Segundo ele, o Brasil realizou grandes avanços no setor trabalhista, sobretudo, na geração de emprego.

- São mais de seis milhões de empregos gerados apenas no governo Dilma com carteira assinada – afirmou Dias.

O ministro também frisou a convocação para a 3ª Conferência Nacional de Economia Solidária (Conaes), a ser realizada em Brasília, entre os dias 26 e 29 de novembro de 2014. O tema do evento será ‘Construindo um Plano Nacional da Economia Solidária para promover o direito de produzir e viver de forma associativa e sustentável’.

A Conaes tem como finalidade fazer um balanço dos avanços e desafios da Economia Solidária, promover o debate sobre a integração das ações governamentais de apoio à prática e elaborar os planos, municipais, territoriais e nacional, entre outros objetivos.

Também esteve presente na cerimônia de abertura o secretário nacional de Economia Solidária, Paul Singer. Ele afirmou que o setor ainda está em construção e que qualquer trabalhador pode contribuir para o seu crescimento.

- A Economia Solidária hoje é um projeto mundial com ideologias, músicas e religiões diferentes. Tudo isso a enriquece ainda mais. A Economia Solidária veio para trazer organização da produção, comercialização e finanças, de forma democrática, igualitária e com respeito a cada participante – argumentou Singer.

A irmã Lourdes Dill, coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança, destacou em seu discurso a tragédia ocorrida na boate Kiss, em 27 de janeiro, que provocou 242 vítimas e mais de 600 feridos. A irmã lamentou as mortes de tantos jovens e dez duras críticas ao capitalismo.

- Repudiamos o capitalismo que quer o lucro a qualquer custo. Queremos afirmar sim que um outro mundo é possível e uma outra economia já acontece – declarou.

Também participaram do ato de abertura o secretário geral da presidência da República, Diogo Santana; o deputado estadual, Valdeci Oliveira, que estava representando a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul; o secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Ivar Pavan; o reitor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Felipe Müller; o presidente da Câmara de Vereadores de Santa Maria, Marcelo Bisogno; a secretária municipal de Turismo, Normal Moesch, representando prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer; o arcebispo de Santa Maria, Dom Hélio Adelar Rubert, entre outros.

Mais de mil empreendimentos estão representados na Feira, oferecendo mais de 10 mil produtos da Economia Solidária e da Agricultura Familiar. Os eventos seguem até domingo, dia 14 de julho.

Nesta sexta-feira, tem início as atividades autogestionárias do Fórum Social de Economia Solidária. Dezenas de seminários, encontros, reuniões, oficinas e plenárias serão realizadas nos lonões do Parque da Medianeira e nas salas de aula do Colégio Irmão José Otão. A maioria das atividades é gratuita e as inscrições podem ser feitas na hora.

Os eventos de Economia Solidária têm o patrocínio de Sebrae, BNDES, Petrobrás, Sesampe do Governo Estadual e Senaes do Governo Federal.

No Fórum deste ano, também é comemorado os 10 anos da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes), 10 anos do Fórum Brasileiro de Economia Solidária (FBES) e 30 anos de Economia Solidária da Cáritas Brasileira.

Fonte: Miquel Rosauro, Assessor de imprensa | 2º Fórum Social, 2ª Feira Mundial de Economia Solidária e 20ª Feira Estadual do Cooperativismo (Feicoop)

No related posts.