Em terras gaúchas acontece agora o Intercâmbio Nacional de Fundos Rotativos Solidários, em Santa Maria (RS). Evento esse que é promovido pela Cáritas Brasileira e que tem como objetivo fomentar alternativas de trabalho, renda e organização social através de experiências que viabilizem recursos e que dão apoio a grupos que assim atuam. Participam do encontro as Cáritas Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Centro-Oeste, Ceará, Espírito Santo, Pará, Paraná, Piauí, Santa Catarina, Nordeste 2 (Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba), Nordeste 3 (Bahia e Sergipe).

O encontro, que acontece do dia 15 ao dia 17 de julho, foi iniciado hoje com a abertura e acolhida dos participantes de todas as regionais do país. O evento se iniciou com o aprofundamento sobre o que são os Fundos Solidários, que são empreendimentos associativos, auto gestionários e solidários, e em seguida abriu-se para discussão entre os presentes sobre “o que é um Fundo Solidário”. “Além de debatermos o que são os Fundos Solidários, também discutimos o que são os intercâmbios e qual a importância deles. Amanhã, dia 16, faremos uma troca de experiências através de visitas nas diferentes realidades”, relata Amauri Mossmann, secretário-executivo da Cáritas Regional Paraná.

Essa troca de experiências será vivenciada pelos grupos que irão às comunidades conhecer e participar de suas ações, além de também partilhar o que cada um vive em sua determinada região. Já no dia seguinte, quinta-feira, os pequenos grupos que foram conviver com as comunidades novamente se reunirão em uma grande assembleia e nela será feita a avaliação de tudo que foi realizado e as impressões retiradas a partir da experiência.

Por Rafaela Bez, estudante de jornalismo e voluntária de comunicação da Cáritas PR

No related posts.