A Rede Cáritas da América Latina e do Caribe esteve reunida entre os dias 20 e 24 de outubro na cidade de Guarne, na Antioquia Colombiana, para celebrar o XVIII Congresso Latino Americano e Caribenho de Pastoral Social – Cáritas. Motivados pelo tema “Com justiça e solidariedade na mesa cabemos todos e todas”, agentes Cáritas de 22 países da região, e também dos Estados Unidos, França, Alemanha, Noruega, Espanha, Inglaterra e da Cáritas Internationalis, refletiram sobre a realidade social, política, econômica e cultural da América Latina e o compromisso que a evangelização precisa assumir frente a esses contextos.

Durante os cinco dias de trabalho os cerca de 200 agentes, bispos, religiosos e leigos participaram de painéis, grupos de trabalho e reuniões das zonas que compõem a região. O principal painel foi conduzido pelo teólogo Gustavo Gutierrez, que fez uma reflexão sobre o quarto capítulo da Exortação Apostólica Evangeli Gaudium, do Papa Francisco. “O compromisso com a vida dos empobrecidos e empobrecidas precisa ser parte de nosso caminho de Evangelização. Há que lutar por justiça, pois a condição de pobreza não é um destino, mas sim uma injustiça feita pelo homem”, disse Gutierrez, um dos fundadores da Teologia da Libertação.

Nos demais dias do Congresso, também impulsionados pela exortação do Papa para que se espalhe a alegria do Evangelho entre e com os povos do mundo, os participantes apontaram os desafios sócio-políticos, econômicos e culturais em que vivem as comunidades Latino Americanas e Caribenhas. O Congresso ainda foi um espaço para fortalecer os laços entre as Zonas da região (Cone Sul, Centro América e México, Caribe e Bolivariana) que também se reuniram para avaliar o último período de trabalho e apontar horizontes temáticos, metodológicos e de fortalecimento institucional para o próximo quadriênio.

As reflexões do Congresso ainda reafirmaram os trabalhos dos eixos temáticos da Cáritas Latino Americana: Desenvolvimento Humano e Integral, Direitos Humanos e Paz, Meio Ambiente e Gestão de Riscos, Comunicação e Equidade entre homens e mulheres. Foram apontados também Identidade e Espiritualidade da Cáritas, Protagonismo das Juventudes, dos idosos e das mulheres como temáticas a serem fortalecidas.

O Encontro foi um momento de troca de experiência, solidariedade e de muita partilha. Foram dias intensos de definições de linhas de ação da Cáritas na América Latina e Caribe. Sem dúvida, uma grande oportunidade de olharmos para a nossa realidade e buscar luzes para iluminar nossa missão de Cáritas.

Por Leon e Amauri

No related posts.