Uma Família Humana, Cuidando da Criação

Eu sei que vocês estão nas ruas, cuidando dos necessitados, através de todas as suas obras de justiça e caridade.
Sair à rua pode causar um acidente. Ficar trancado adoce.
Prefiro uma igreja acidentada, ferida e manchada por sair à rua, ao invés de uma igreja doente, pela reclusão e a conveniência de manter sua própria segurança.
Vocês são o motor da Igreja que organiza o amor: Cáritas.
Para que todos os fiéis trabalhem juntos, respondendo com obras concretas de misericórdia.
Vocês marcam os passos para que a Igreja esteja cada dia no mundo.
Vocês ajudam aos demais a mudar o curso da própria vida.
Vocês são o sal, o fermento e a luz.
Oferecem um farol de esperança aos necessitados.
Infelizmente, hoje, a tendência é considerar o ser humano como um bem de consumo, que se pode usar e excluir.
Começamos a viver a cultura do descarte, além de promovê-la.
Não apenas se vive, mas se promove a cultura do descarte.
Já não se trata simplesmente do fenômeno de exploração e opressão, mas de algo novo.
Com a exclusão, fica afetada, em sua mesma raiz, o sentido de pertença à sociedade em que se vive.
Pois já não se está nela, nem abaixo, na periferia ou sem poder, mas sim fora, descartado, fora de qualquer tipo de sistema.
Os excluídos não são explorados, mas são rejeitados, são restos, são sobras.
Nada e ninguém deve ser uma sobra.
Ninguém deve ser um excluído do amor de Deus e de nossa atenção.
Vocês são as mesmas mãos de Jesus no mundo.
Seu testemunho ajuda a mudar o curso da vida de muitas pessoas, muitas famílias e muitas comunidades.
Seu testemunho os ajuda a mudar o curso de seu próprio coração.

Cáritas Brasileira
Uma família humana, cuidando da criação

No related posts.